12/122017
Leitura focada

Auggie Pullman (Jacob Tremblay) é um garoto que nasceu com uma deformação facial, o que fez com que passasse por 27 cirurgias plásticas. Aos 10 anos, ele pela primeira vez frequentará uma escola regular, como qualquer outra criança. Lá, precisa lidar com a sensação constante de ser sempre observado e avaliado por todos à sua volta.

– Livre de Spoilers –
Estava ansiosa por esse filme, mesmo tendo passado várias vezes pelo livro nas livrarias acabei não comprando, mas sabia o quanto a história era linda e inspiradora. Todos na minha rede social diziam que saíram chorando muito, sendo assim, eu fui para o cinema preparada para chorar ou para ficar com aquele bolo enorme na garganta, mas definitivamente não foi o que aconteceu.

#1 – Não é um filme para você ter pena do garoto.
Acho que quem não leu o livro ou não consumiu nada da história, ao assistir o trailer pode ter uma sensação de que passará o filme tendo pena do Auggie e acompanhando a sua difícil saga de ter o rosto deformado. Mas pelo contrário, o filme é muito mais sobre as pessoas à volta de Auggie do que propriamente do ‘sofrimento’ dele por ser diferente. No começo, sentimos sim um pouco de tristeza pelos desafios que ele precisa enfrentar nos primeiros dias de aula e pelo bullying sofrido, mas logo depois tudo começa a se transformar e encaminhar para a mensagem principal.

#2 – É um filme emocionante, leve e cômico, não triste.
Esperava um drama, recebi bastante comédia. Tem várias partes engraçadas, a maior parte do filme tem uma trama leve e descontraída – com a ajuda de Owen Wilson que interpreta o pai do Auggie – focando nos pontos positivos de viver, de forma delicada e segura. Me lembrei bastante do filme Intocáveis. O foco sai do problema do Auggie e passa a ser simplesmente o MODO de viver dele – que a gente sabe que é o que comanda. Não é o que nos acontece e sim o que fazemos com o que nos acontece. E essa é uma lição presente durante todo o tempo. Se você gosta de Star Wars vai ser melhor ainda.

#3 – Você vai querer dar mais valor à sua família e amigos.
A história nos mostra o quanto é importante estar perto de quem amamos. Muitas vezes nos distanciamos por problemas externos ou internos, mas a nossa força está em estarmos juntos e não separados. Durante todo o filme vemos o quanto é importante uma relação saudável com os nossos familiares, valorizarmos nossos amigos e aceitar ajuda sempre que precisarmos – nunca é tarde para perdoar e estar perto de quem amamos. A interação entre o Auggie e sua mãe, interpretada pela Julia Roberts é espetacular e emocionante.

#4 – Você vai refletir sobre uma nova perspectiva de vida.
Outra coisa que me chamou bastante atenção é como o filme bate na tecla de que “a vida é como você a vê”. Logo na primeira cena em que Auggie chega na escola pela primeira vez, ele solta a seguinte frase: “Se você está em um lugar que não gosta, imagine estar no lugar dos seus sonhos”. E durante toda a história essa afirmação se repete de que VOCÊ cria a sua própria realidade, você pode imaginar, sonhar, trabalhar para estar onde realmente quer estar.

Você não precisa viver em um inferno particular – você só precisa melhorar a sua mentalidade para as coisas começarem a fluir. Constantemente, nos seus piores momentos, Auggie se imaginava vestido de astronauta e várias pessoas o aplaudindo (era o sonho dele se realizando!). Eu entendo isso como visualização! Faço constantemente na minha vida e o resultado é surreal. Aliás, isso é pura física quântica.

#5 – Mundo de Aparências.
Nesse filme vamos além. Vamos nos desligar um pouco das aparências e mergulhar no coração dos personagens. Cada um com seus sonhos, suas dificuldades, seus desafios e suas conquistas. A importância de comemorar pequenas vitórias como fazer um novo amigo, superar um insulto, superar uma rejeição também são alguns pontos tratados em todo o enredo do filme que envolve o personagem principal, os amigos e a família dele. Até os colegas que praticam o Bullyng são explorados para mostrar que cada um vive um universo particular que o transforma na maneira de agir. É um filme definitivamente emocionante e chegou na época certa, Natal.

That’s all folks! Vale a pena assistir cada segundo desse filme!
Nota: 5/5

Gostou do que leu? Então nos acompanhe pelas redes sociais para poder ver nossas atualizações e ler os novos conteúdos do blog rapidinho. Siga o perfil @ellen.nuwem no Instagram. Lembra de deixar seu comentário! :D

Se estiver sem Facebook, comenta aqui :)

Cinema e TV Diversão Experiências Filmes