Posts arquivados na categoria: Cinema e TV

14 fevereiro 2017

Sempre antes de começar a escrever sobre um filme aqui no blog já fico me preparando pra alguns comentários que devo receber, então já vou logo avisando que não sou especialista em filmes e nem tenho a pretensão de parecer ser nesse texto, aqui é apenas a minha percepção como leiga que consome a trilogia de 50 Tons apenas dos filmes, ou seja, não li nenhum livro e nem conheço a história mais a fundo, sou puramente uma consumidora do cinema, ok? OK.

Muitas são as teorias sobre 50 Tons, eu mesma tinha um preconceito logo no começo e realmente algumas páginas que eu li dos livros não me conquistaram, porém decidi dar uma chance para o 50 Tons de Cinza Filme (que inclusive falei aqui) e até que gostei bastante, achei pura e simplesmente entretenimento. As pessoas gostam de confabular, criticar e inventar demais sobre um filme/história que é quase um universo paralelo, um homem bilionário, bonito, charmoso que se apaixona por uma Anastásia Virgem e que quer ter submissas para o seu joguinho sadomasoquista, parece uma história que não tem muito sentido, mas até que vi um caminho se formar nessa segunda parte. As coisas começaram a tomar um rumo e sair mais da bolha Christian Grey, o que antes tudo girava ao seu redor, agora é a vez dela ditar as regras.

Achei bem melhor do que o primeiro, aquele clima sombrio e frio do filme deu lugar a algo mais quente, a cenas mais leves e românticas. O que antes evidenciava forte uma dominação, agora temos um Grey mais aberto a negociações e até submisso em várias partes do filme (tem uma parte que você realmente não acredita no que está vendo!), temos mais invoga o passado de Grey e seus traumas relacionados aos abusos que sofreu e bem mais aberto a deixar Anastásia se aproximar dele. Inclusive no lado romântico – o que era algo terminantemente proibido, neste nada de contratos nem regras.

Li algumas críticas sobre a falta de química entre eles e acho que até melhorou nesse segundo, porém ainda poderíamos ter um casal protagonista com mais envolvimento, apesar de ter achado as cenas de sexo bem melhores, com mais naturalidade e uso de brinquedinhos “mais tranquilos” digamos assim, ela mostra o corpo bem mais do que ele sem medo, acho inclusive que ele apareceu muito mais no primeiro do que nesse segundo, as cenas quentes são muito mais envolventes, por conta daquele clima sombrio ter sido tirado, nesse filme conseguimos sentir mais conexão do casal – apesar da baixa química entre os atores. Também achei que ficou bem equilibrado as cenas de sexo com o restante do filme, mesmo as brigas e diálogos sempre terminando em cenas assim – como se sexo resolvesse tudo sabe? pois é.

Temos alguns novos personagens dando o “ar da graça” na trama, como o chefe de Anastasia e uma ex-submissa de Grey, esperava um pouco mais sobre eles, gostei quando a trama começou porque deu uma agitada, mas ela logo foi resolvida e passou muito rápida pelos nossos olhos, acho que poderiam ter balanceado, mas o filme estava preocupado demais em deixar claro que agora Grey está apaixonadinho, o que me irritou um pouco, pois poderíamos ter um suspense bacaninha pra irmos além do sexo e da vida de princesa que agora a Anastásia está vivendo.

Confesso que se antes era um pouco enjoadinha de Grey e sua bolha, agora estou completamente conquistada por esse novo Grey (que ainda é um pouco psicopata e controlador, mas que já melhorou muito), gostaria muito de ter lido os livros pra ver o que ocasionou tal mudança radical, o amor talvez? A chegada daquela tal pessoa que nunca havia chegado antes?

Um pouco complexo já que o problema dele é realmente uma doença por conta do abuso que sofreu, fica agora a dúvida: será que ele realmente está disposto a mudar pra ter a Anastásia? Será que em 50 Tons de Liberdade teremos aquele amor pra sempre sem joguinhos e dores que esperamos? Será que ele realmente mudou? É a minha principal pergunta. Pra concluir, é um filme leve, pra assistir sem muitas expectativas, não tem muita ação, mas achei super válido assistir sim e já saí com vontade de ver o que vem por aí em 50 Tons de Liberdade.

Gostou do que leu? Então nos acompanhe pelas redes sociais para poder ver nossas atualizações e ler os novos conteúdos do blog rapidinho. Dê um like na página do Facebook e siga o perfil @nuwemblog no Instagram. Lembra de deixar seu comentário! :D

02 janeiro 2017

Tava ansiosa pra assistir Minha Mãe é uma Peça 2, sou fã assumida do Paulo Gustavo e ele se SUPEROU. Bem mais engraçado que o primeiro, senti que esse tá mais profissional, despreocupado em ter uma história amarradinha e mais preocupado em ser engraçado – que é o que a gente gosta mesmo no fim. Ele é divertido, leve, tem vários pontos de reflexão e é incrível como esse ser humano chamado ‘mãe’ é o mesmo em qualquer lugar do mundo, são todas iguais né? hahahaha por isso tanta gente se identifica, mas a gente não sabe mesmo é viver sem elas! Excelente mesmo, pegou na veia! Vale a pena cada segundo (não é a toa que as sessões estão lotadas pelo País).

Já tinha passado algumas vezes por esse documentário na Netflix: Os Mistérios de Jesus, mas só agora nas férias e no Natal consegui dar uma atenção e assistir por completo. Tô impactada! Ele é bem completo e aborda os principais pontos da vida e morte de Jesus, descobri inclusive várias coisas que eu não sabia, então vale a pena pra quem não conhece e tá querendo se aprofundar mais na história do homem mais extraordinário que já existiu :O. O documentário tem algumas cenas com atores e participação de estudiosos explicando as coisas e narração, é bem completinho, os atores são um pouco ruins mas nada que atrapalhe da gente se encantar pelas descobertas!

Já tinha começado a assistir 3096 dias na Netflix e parei bem no começo porque tava achando meio monótono, aí dia desses descobri que é uma história real – a história da Natascha Kampusch, uma garota austríaca que é sequestrada e fica presa durante OITO ANOS com um doente mental! Que assustador, cara. Esse é o tipo de história que chama muito minha atenção, então ignorei tudo que vi na internet e fui correndo assistir pra ver o desfecho. O filme é tenso, triste, sombrio e até um pouco monótono mesmo, dá uma agonia ver essa garota sofrer tudo que sofreu, mas é um bom filme pra refletir. Nem preciso dizer que depois fui ler todos os artigos disponíveis pra saber os detalhes, ela tem inclusive um livro contando tudo, tenso!

Confesso que eu sempre evitei assistir filmes que contam a história de Jesus, pra mim sempre foi muito doloroso ver tudo aquilo, eu sofria muito assistindo. Mas desde que comecei a mudar minha percepção sobre Deus e tudo que envolve espiritualidade as coisas tem tido um novo significado, então reservei meu Natal pra assistir O Filho de Deus e me surpreendi! Acho que de todos os filmes que contam a história esse foi o melhor, os atores estão incríveis, a história tá bem amarrada e contando os principais pontos, a fotografia do filme tá maravilhosa, então 5 estrelas fácil! Excelente mesmo!

Segunda vez que assisto Tony Robbins – Eu não sou seu guru. Pra quem não sabe o Tony é um coach, escritor e palestrante – o maior coach do mundo acredito porque ele já atendeu simplesmente Princesa Diana, Bill Clinton, Schwarzenegger e por aí vai hahahaha Esse documentário mostra como é o DWD – Encontro com o Destino (que um dos meus sonhos é participar disso aff!), o principal evento anual que ele realiza. Vale a pena assistir cada segundo desse documentário, várias lições, aprendizados, histórias e exemplos de vida e superação. Pessoas do mundo inteiro procuram Tony para se conhecerem melhor internamente e entenderem o seu propósito de vida. Se você estiver se sentindo mal ASSISTA, se você estiver se sentindo bem ASSISTA! Espero que a Netflix deixe ele por muito tempo!

Jane The Virgin foi uma surpresa bem legal. É bem dificil eu gostar de uma série, mas essa série é especial e diferente. Ela conta a história de Jane, uma virgem que acaba ficando grávida graças a uma inseminação artificial que deu errado. Parece novela mexicana sabe? É tudo tão atual, tem emotions, vibes internetss, novelas e é muito divertida mesmo! Pra quem não conhece ou está em dúvida olha esse post que o a The do Fashionismo fez sobre 10 razões pra você assistir, eu acho que eu não conseguiria descrever melhor, definitivamente é isso! hahaha Ah e está na Netflix o que é um ponto super positivo :)

06 outubro 2016

OOOOOLÁ! Obrigada a todo mundo que curtiu, comentou e deu dicas no último post sobre filmes, esse daqui. Mas eu tô super frustrada porque a Netflix retirou alguns dos filmes que eu coloquei no post como essenciais de suspense, como pode? Como eu posso manter meu calendário de indicações de filme se todo mês a Netflix tá tirando coisas da grade? Assim não-vai-dar. Mas hoje eu trouxe aleatórios que andei assistindo nas últimas semanas, trabalhei muito semana passada e a única coisa que eu conseguia fazer quando chegava em casa era mesmo assistir tv, eu sou a pessoa mais feliz do mundo quando vocês me param nos lugares, no inbox, no instagram ou no trabalho pra dizer que assistiram os filmes que eu indiquei hahahaha, sou besta pra essas coisas :)

Águas Rasas, eu tinha que começar por ele. Fizemos um post colaborativo aqui pra falar sobre a estréia e simplesmente ele superou todas as minhas expectativas. Ainda vi no cinema sim é que demorei mesmo pra falar sobre ele. Fui assistir com aquela pitada de medo de ser meio boring já que um serumaninho com um tubarão durante o filme inteiro em uma praia solitária me parece um tanto quanto tedioso. Mas era Serena van der Woodsen né Brasil? Tem como essa mulher decepcionar? Nunca. O filme é tenso do começo ao fim, a fotografia é incrível porque acompanha cada detalhe do passar do dia, desde o começo da luz do sol até a madrugada, os cortes, os posicionamentos de câmera com os planos dentro e fora da água são simplesmente geniais. É um misto de tensão, lascou, esperança, vai dar certo, ok não tem mais jeito até o fim! Vale cada segundo! [Assistir o Trailer]

Milagres do Paraíso conta a história de uma família feliz e temente a Deus. Vão frequentemente à Igreja e vivem sua vida tranquilamente. Até o dia que descobrem que uma das 3 filhas está com um grave problema digestivo que vai matá-la aos poucos. Christy, a mãe da garota começa a tentar salvá-la de todas as formas e automaticamente começa a se distanciar da sua fé. Eu nem sei o que dizer desse filme, chorei do início ao fim, é um filme que refresca nossa fé, que nos lembra que existe um Deus maior que cuida de todos os detalhes todos os dias e tudo que a gente precisa é confiar e entregar pra Ele. Você chora, mas você também ri e começa a repensar os detalhes que passam pela sua vida, as oportunidades, os pequenos presentes diários que a gente nem percebe. Enfim, é um filme sobre MILAGRE mesmo, se você crê que existe um Deus assista! E o melhor de tudo: a história é puramente real e no final do filme mostra os detalhes, eu tô apaixonada por ele! [Assistir o Trailer]

HOPE conta a história de So-won, uma garotinha de 8 anos que é brutalmente estuprada enquanto ia pra escola. Só em ver essa sinopse eu quase desisto de assistir, mas então o filme é sobre superação, família e amor quando tragédias como essa acontecem. Ele é um misto de tristeza profunda – você realmente fica com um nó na garganta de raiva de não poder fazer nada – com uma alegria boa quando você começa a ver o desenvolvimento da presença da família, do passar dos dias, do primeiro sorriso pós tragédia e devo dizer que é MUITO emocionante cada cena desse filme! Eu ADORO filmes orientais porque eles são cuidadosos, apegados aos detalhes, sabem como fazer medo e sabem emocionar de verdade. 5 estrelas fácil pra esse filme, é um drama pesado e emocionante! [Assistir o Trailer]

A Pele que Habito, demorei muito pra ver esse filme porque todas as críticas que eu lia sobre ele eram péssimas e nunca gostei do Antonio Banderas, mas o filme conta a história de Roberto um PUTA cirurgião plástico que perde a esposa e ao suspeitar que a filha foi estuprada elabora um plano mais do que maligno para o estuprador, só em contar isso eu já to me tremendo hahahahahaha esse filme é muito maligno. Ele sempre estava lá na Netflix no “Sugestões pra você” e essa aba nunca erra pra mim, pelo menos. Resolvi dar uma chance e curti muito, muito mesmo! Achei um pouco confuso no começo, você tem que ficar 100% focado, se não você se perde fácil, tem algumas cenas meio sem noção, mas o resumo da obra é mais do que excelente. Assistiria de novo e de novo. [Assistir o Trailer]

Boneco do Mal é sobre Greta, uma jovem que vai ser babá de um garoto de 8 anos em uma pequena vila inglesa. Ao chegar lá, ela se depara com um boneco, que segundo o casal é o filho deles e a forma que eles tem de lidar com a perda do garoto que aconteceu há 20 anos. Assim que eu vi o trailer fiquei muito doida pra assistir porque isso me parece deveras doentio e tinha altas expectativas com esse filme hahahaha e GRAÇAS não deixou a desejar também, me diverti do começo ao fim e ainda assisti sozinha praticamente, ou seja, não dá medo e não tem tantos sustos. O melhor de tudo é que o final é bem surpreendente. [Assistir o Trailer]

Pagando bem que mal tem? Eu sou bem desconfiada com comédias, mas sempre quero tá assistindo porque vou fazer uma lista aqui no blog, esse conta a história de Zack e Miriam que moram juntos há muito tempo, mas são apenas amigos. Passando por uma barra pra pagar as contas, decidem fazer um filme pornô juntos e garantem que só farão sexo um com o outro e que será sempre amizade, mas como vocês podem imaginar algo dá muito errado. É um filme legalzinho, apesar de achar que tem muita cena de sexo bem ‘explícito’ porque mostra eles gravando as cenas do pornô – não é o tipo de filme legal pra assistir com a família, é meio constrangedor – ele vai ficando meio tedioso e previsível com o tempo. O enredo do filme não tem muito a ver com a proposta do nome, nem com a sinopse, não curti e não assistiria de novo mesmo tendo dado algumas risadas. [Assistir o Trailer]

Um namorado para minha mulher. Ah, como os filmes brasileiros estão ficando cada vez melhores! Chico está cansado do relacionamento com Nena e suas reclamações, então ele contrata um amante para conquistá-la e ela pedir o divórcio, mas acaba se arrependendo no meio do caminho. Eu sou suspeita pra falar de filmes com a Ingrid Guimarães, amo tudo que ela faz! Esse filme é divertido, fofo, romântico e mostra o quanto nós precisamos nos reciclar todos os dias, o quanto a rotina pode acabar com um relacionamento e o quanto podemos deixar de admirar a pessoa que escolhemos pra estar junto conosco se não estivermos bem atento aos detalhes. Tem várias lições e é divertido demais. [Assistir o Trailer]

Como eu era antes de você. TODO mundo já sabe a história, mas diz o protocolo deste blog que a gente dá uma sinopse rápida antes da opinião, então… Will é Sam Claflin, o ator que eu mais costumo sonhar na vida hahahaha e fica tetraplégico, sendo milionário contrata Louisa para ajudar na recuperação. E então os dois se apaixonam e fim. Eu esperava bem mais do filme, ele tem um enredo gostoso, que você vai sendo levado, cenários incríveis, mas a atuação da Emilia Clarke me deixou com vergonha alheia do início ao fim! Queria uma Louise mais madura, que combinasse mais com o ‘tipo’ do Sam. Acho que fiquei mal acostumada com Simplesmente Acontece e a sintonia dele com a Lily Collins, mas definitivamente não senti sintonia alguma entre o casal. Odiei o final também, disseram que era previsível, mas não achei nem um pouco. Vale a pena assistir? Sim, se você estiver sem nada pra fazer. [Assistir o Trailer]

Então é isso! Ficou enorme de novo, hehe! Ainda faltaram alguns, mas fica pro próximo. Alguns desses você consegue baixar e outros tem na Netflix (até algum dia). Me mandem mais dicas de filmes nos comentários se puderem? Depois tem mais.

1 2 3 4 7